Cavani fala sobre momento do PSG e ameniza entrevero com Neymar: “Somos irmãos”

O atacante Cavani, do PSG, abriu o jogo e falou de diversos assuntos em entrevista para “Rádio Montecarlo”. Ele defendeu o treinador Tuchel e comentou do momento da equipe francesa na temporada, que tem 100% de aproveitamento na Ligue 1, mas uma campanha ruim na Champions League.

“Não é fácil para o treinador, mas creio que o trabalho de todos os dias, pouco a pouco, vai dar êxito. Todos vamos entendendo o que é o melhor, o que se pode fazer pela equipe e juntos ganhar coisas importantes. Temos que usar as qualidades a serviço da equipe”, disse o camisa 9 do Paris Saint-Germain.

Cavani ameniza falta em Neymar

No amistoso entre Brasil x Uruguai, que aconteceu na última sexta-feira, Cavani deu uma entrada forte em Neymar e acabou não gostando da marcação da falta. Entretanto, o uruguaio tratou de amenizar o lance e disse que ele e o brasileiro são “irmãos”.

“São coisas que acontecem no futebol. Somos amigos, irmãos. Mas quero ganhar e defender minha seleção. Não fiz nada, não toquei nele, fui vê-lo e lhe disse que não tinha tocado, só isso”, explicou Cavani, no programa do ex-jogador Cristophe Dugarry.

Sobre o entendimento dentro de campo com Neymar e Mbappé, ele considera que as coisas precisam mudar para o bem do PSG.

“Temos três jogadores que são tecnicamente importantes e é normal que todos queiramos marcar. O papel do treinador é ligar os seus jogadores no ataque e na defesa. Tuchel falou conosco, às vezes fazemos isso, mas não é fácil. Creio que, pouco a pouco, o trabalho irá acabar por dar os seus frutos. Os jogadores têm de colocar as suas qualidades ao serviço da equipe. Só assim poderemos fazer alguma coisa, mas as coisas assim como estão não podem continuar”, encerrou Cavani.

Crédito da foto: Lucas Figueiredo/CBF

1 comentário em “Cavani fala sobre momento do PSG e ameniza entrevero com Neymar: “Somos irmãos””

Deixe um comentário