Dirigente do Inter dá detalhes do trabalho especial feito com Nico López

Autor de 14 gols na temporada, 11 deles no Brasileirão, Nico López vai se consolidando como um dos grandes nomes do Inter em 2018. Seu crescimento está diretamente relacionado à chegada do executivo de futebol Rodrigo Caetano, ainda em maio.

É que o dirigente fez questão de montar uma espécie de “projeto Nico López” para extrair do atleta todo o seu potencial. Caetano deu detalhes deste trabalho em entrevista ao portal GaúchaZH:

“Na verdade, é um trabalho multi e interdisciplinar. Tínhamos um trabalho muito parecido no Flamengo, desenvolver o atleta com todas suas valências. Para isso, precisa de informação. Naquele momento, nos perguntamos: “Quem era o jogador que estava aquém do potencial?”. O Nico. O trabalho não foi só meu. Teve envolvimento da nutrição, preparação física, técnica e tática. Cada jogador é um mundo próprio. E a gente precisa fazer esses mundos se conectarem. Nico entrou na minha sala e contei sobre o projeto de pegarmos ele de cobaia, para ele sair do lugar comum e ser protagonista. Ele respondeu que queria demais. E virou pauta, o projeto Nico López”, explicou.

“Ele percebeu o que o clube conseguiu aportar recursos nele, não financeiros, mas recursos humanos. Agora, ele diz que quer continuar aqui porque sabe que está em um processo de evolução, e não bateu no topo ainda. E isso é bacana. Ano que vem, serão outros jogadores. Isso não pode ser exceção, tem de ser regra no Inter, transformar jogadores. Já na pré-temporada, vamos fazer novos protocolos para abranger quase a totalidade dos atletas”, acrescentou.

Nico López, em alta, já garantiu que pretende permanecer no Inter e disputar a Libertadores de 2019.

Deixe um comentário