Zagueiro Ernando assina rescisão contratual e se despede do Inter nas redes sociais

Em seu último ato como jogador do Inter, o zagueiro Ernando fez uma longa postagem nas redes sociais se despedindo do clube. O defensor rescindiu o seu contrato, que iria até 2020, e está livre para jogar em outros times – o Bahia é o destino mais perto.

Na postagem, o jogador fez uma retrospectiva desde a sua chegada ao Beira-Rio em 2014 e falou sobre o rebaixamento de 2016. Ernando acabou ficando marcado pela queda por ter sido titular em toda a campanha, inclusive sendo capitão em vários jogos.

Ele lembrou que em 2017, mesmo tendo propostas de outros clubes, preferiu ficar no Inter para “ajudar” o time no retorno à elite.

Leia a mensagem de Ernando:

“Chega ao fim meu vínculo em um clube que tenho muito respeito e admiração! 
Muito obrigado Sport Club Internacional pelo ano de 2014, onde cheguei desconhecido por muitos e aos poucos fui mostrando o meu valor, conquistando o campeonato gaúcho de 2014 e terminando o campeonato brasileiro em terceiro lugar, levando assim o time para a libertadores. 
Já em 2015 começamos o ano com mais um título gaúcho e com uma bela campanha na libertadores, terminei o ano como o espelho de contratação do clube sendo um dos que mais fizeram jogos no ano e em varias posições dentro de campo. 
Chega 2016 e conquisto mais uma vez o campeonato gaúcho, começa o campeonato brasileiro e depois de um primeiro turno muito ruim e alguns conflitos dentro do time, algumas decisões foram tomadas, dentre elas o grupo me elegeu o CAPITÃO do time por ser um atleta com uma boa aceitação pelos jogadores e torcedores, onde assumi com muita responsabilidade e comprometimento. Depois de muita luta infelizmente fomos rebaixados. Mesmo com o rebaixamento terminei o ano valorizado e no ano de 2017 tive algumas propostas de outros clubes grandes para sair mas optei por permanecer e ajudar o time a voltar a série A. Logo depois realizei uma cirurgia delicada na coluna, e agradeço o apoio que recebi do clube.
Enfim, assim se passaram 4 anos no clube, com 180 jogos, 8 gols, muito trabalho, profissionalismo e respeito com diretores, funcionários, jogadores e torcedores. Agradeço principalmente a Deus, obrigada Senhor pelas lutas e pelas vitórias! Minha vida está em Tuas mãos”.

Deixe um comentário